OCI – Overview DB System AMD

Uma das principais novidades do DBCS (além da mudança de nome para Base Database) é a possibilidade da utilização de processadores AMD (shape VM.Standard.E4.Flex AMD EPYC 7J13), para quem já utiliza VMs sabe que esse é um processador bem conhecido e que oferece algumas funcionalidades interessantes (nem todas foram implementadas no DBCS):

  • Capacidade de configuração de OCPU e RAM de forma unitária (no DBCS apenas OCPU é flex), aqui para cada OCPU alocada temos 16GB de RAM
  • Tamanho de máquinas maiores, no AMD chegamos a 64 OCPUs e até 1TB de RAM enquanto que no Intel chegamos em 24 OCPUs e 320GB de RAM
  • Burstable instances (Não temos essa funcionalidade no DBCS)
  • Clock levemente maior quando comparado com o VM.Standard2 (Intel)
  • Possibilidade de configuração de performance da Storage!
  • Bancos de dados maiores (saímos de 40TB para 80TB como tamanho máximo)

Deploy – OCPU

Agora no Deploy temos como opção padrão o Shape AMD

E ao clicar em alterar o shape somos apresentados ao seletor de quantidade de OCPUs (assim como no Compute) e aos shapes Intel caso queira.

Aqui já podemos ver duas coisas novas (além é claro do seletor):

  • Network Bandwith
  • Theorical max IOPS

Isso é importante para que possamos ter uma ideia da performance de rede e consequentemente de disco que esse deploy vai oferecer, quanto mais OCPUs alocado mais IOPS podem ser entregues.

Isso não está escrito em nenhuma documentação, mas caso brinque com a quantidade de processador vai notar que cara OCPU entrega até 16k IOPS:

Deploy – Storage

Após especificar a quantidade de OCPU, a próxima opção é a configuração de storage onde além do já conhecido Oracle Grid e LVM (Fast Provisioning) temos a opção de configurar a performance que vai ser entregue(antigamente todos os discos eram do tipo Balanced):

Caso a opção Higher performance seja selecionada os discos vão ser provisionados como Higher Performance, para quem conhece OCI sabe que além da performance que pode ser configurada com VPUS(Balanced=10vpu/gb, Higher Performance=20vpu/gb) o tamanho do disco também influencia na quantidade de IOPS/banda de disco.

Basicamente com o processador AMD você consegue ter um controle maior de performance que pode se obter:

QTD OCPU + QTD STORAGE = PERFORMANCE

Mas o que isso significa na vida real? Significa que se você provisionar a VM com uma configuração de 43 OCPUs e 57TB de Storage você chega a incríveis ~600K IOPS e aqui somos apresentados a uma outra informação importante:

O próprio serviço calcula quanto de performance de storage você vai ter e aponta o que seria o gargalo, então imagine que eu faça um deploy com 2 OCPUs e os mesmos 57TB eu tenho como gargalo a rede que está vinculada à quantidade de processador:

Então é muito importante chegar a um denominador comum de performance e custos.

Depois do serviço criado, a performance pode ser ajustada com a quantidade de CPU e de Storage:

Deploy – Database Software Image

E aqui chegamos a uma outra mudança importante do shape AMD, agora não temos como fazer deploy do banco 11g!

Caso você precise dessa versão suas opções são Shape Intel ou Exadata que ainda permitem esse deploy.

Terraform

Caso você queira fazer o deploy dessa nova arquitetura usando Terraform, você precisa usar esses dois novos valores:

shape="VM.Standard.E4.Flex"
cpu_core_count="Quantidade de cores"

Testes práticos

Estou fazendo alguns comparativos de performance entre AMD e Intel e nos próximos dias devo criar um post sobre.

chevron_left